Já ouviu falar em mini-implante ortodôntico? Saiba como funciona!

mini implante ortodôntico
4 minutos para ler

Cada vez mais, a ortodontia oferece soluções revolucionárias para corrigir disfunções na dentição. Nesse sentido, o mini-implante ortodôntico é um recurso que auxilia a ancoragem e impulsiona a movimentação dental em tratamentos ortodônticos.

A seguir, este post explica o que é e como funciona o mini-implante ortodôntico, para quem esse procedimento é recomendado e por que ele se diferencia de outros implantes dentários. Está curioso? Então, leia agora mesmo e tire suas dúvidas sobre o tema!

O que significa fazer um mini-implante?

Os mini-implantes ortodônticos são estruturas de ancoragem e apoio temporário que ajudam os tratamentos ortodônticos a tratar disfunções no crescimento e no desenvolvimento dos dentes. Eles são facilmente removidos após o final do tratamento ortodôntico e não deixam qualquer marca ou cicatriz.

O método complementa o uso do aparelho tradicional, no qual a peça metálica é colada no próprio dente, e confere resultados satisfatórios em menos tempo e com maior previsibilidade. As peças variam de tamanho, podendo ter 2 mm de largura por 10 mm de comprimento. Em geral, são feitas em titânio, que oferece resistência e durabilidade para a técnica.

Para quem essa técnica é mais indicada?

Técnica de baixo impacto na dentição, os mini-implantes são indicados para pacientes com necessidade de movimento dentário complexo para ser resolvido pela Ortodontia convencional, com aparelhos dentais ancorados no próprio dente. A recomendação para o uso das micro-peças deve ser feita, porém, após avaliação do ortodontista. Movimentos como intrusão dentária, distalização e verticalização de dentes podem ser melhor realizados com o auxílio dos mini-implantes.

Powered by Rock Convert

Quais resultados o mini-implantes traz?

Os mini-implantes dentários têm inúmeros benefícios ao paciente, pois auxiliam a correção de problemas ortodônticos como o fechamento de espaços entre os dentes (diastema). Ao mesmo tempo, o método também pode ser útil para tratar disfunções na mordida, por exemplo. Em alguns casos, ele pode auxiliar no fechamento dos espaços de dentes perdidos e, assim, eliminando a necessidade de realizar uma prótese ou implante dentário.

Como o mini-implante se diferencia do implante tradicional?

A principal diferença entre essa técnica e o implante tradicional se deve ao objetivo de cada uma delas, uma vez que a primeira é usada na ortodontia e a segunda, na implantodontia. Em outras palavras, os mini-implantes não substituem dentes perdidos, mas servem de apoio no tratamento de correção da dentição.

Ao mesmo tempo, eles têm um impacto mínimo na boca, se comparados ao método tradicional. Por outro lado, o diâmetro dos parafusos exige um cuidado redobrado do cirurgião dentista na hora da implantação e da remoção das peças metálicas, que podem se rompem durante o processo.

Por isso, conte sempre com um profissional capacitado ao colocar mini-implantes. Referência na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, a clínica Gustavo Bonelli Ortodontia reúne especialistas nessa técnica de implantação e conta com equipamentos de ponta para você voltar a sorrir sem medo.

Neste post, você entendeu o que é e para quem é indicado o mini-implante ortodôntico, peça que auxilia o tratamento de disfunções nos dentes. Além disso, percebeu como a técnica se difere do implante tradicional, que tem o objetivo de substituir partes da dentição perdida.

Portanto, não espere mais e agende a sua primeira avaliação com dentistas de confiança! Entre em contato com a clínica Gustavo Bonelli Ortodontia e receba um atendimento de qualidade. Ligue agora mesmo no número (21) 3325-7713 ou (21) 98466-0858, para a unidade na Barra da Tijuca, e (21) 2447-0640 ou (21) 98466-0858, para o consultório em Jacarepaguá!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Fale conosco
Enviar