Entenda o que é disfunção temporomandibular e saiba por que acontece

o que é disfunção temporomandibular
4 minutos para ler

Bigode: A disfunção temporomandibular (DTM) consiste em problemas situados na articulação da mandíbula, os quais podem gerar dor e dificuldade ao fazer algumas atividades básicas e essenciais do dia a dia.

Saber o que é disfunção temporomandibular (DTM) pode ser fundamental para ter uma melhor qualidade de vida porque a articulação da mandíbula envolve a comunicação e a alimentação entre outras ações indispensáveis.

Neste conteúdo, nós vamos explicar mais sobre esse distúrbio: as causas, os sintomas, como ele afeta a qualidade de vida do paciente e a importância de fazer o tratamento adequado.

Está interessado no assunto? Então, continue no texto!

O que é disfunção temporomandibular (DTM)?

A articulação da mandíbula é o estrutura do corpo que liga esse osso ao crânio, proporcionando movimento para diferentes ações básicas do dia a dia, como falar, mastigar, respirar (quando as vias nasais estão impedidas), abrir a boca (para escovar os dentes, por exemplo), entre outras atividades, como bocejar.

A disfunção temporomandibular acontece quando ocorre algum problema nessa articulação, capaz de gerar empecilhos para realizar as tarefas citadas. O transtorno pode ser originado por diferentes fatores. Veja alguns a seguir.

Causas

A DTM pode aparecer em ambos os sexos e afetar pessoas de qualquer faixa etária. Geralmente, surge devido a impactos no rosto ou na mandíbula, como quedas ou brigas, deterioração da articulação ao envelhecer, artrite reumatoide (inflamação nas articulações), câncer, bruxismo (ranger dos dentes durante o sono), tensões nos músculos da mandíbula e da face, estresse e hereditariedade.

Ocasionalmente, algumas práticas também conseguem acarretar ou agravar o distúrbio, como mascar frequentemente gomas, balas e outras guloseimas, morder algo muito rígido (canetas, lápis, entre outros itens), roer as unhas e apertar os dentes de cima contra os de baixo (algo comum quando surge o estresse).

Sintomas

Por vezes, a DTM pode se originar sem demonstrar aspectos muito intensos ou claros. Porém, quando se agravam, os sintomas costumam provocar bastante desconforto, gerando problemas para executar ações rotineiras. Alguns dos sinais comuns e incômodos são:

Powered by Rock Convert
  • zumbido no ouvido;
  • laterais da face inchadas;
  • sensação desagradável e estalos ao abrir e fechar a boca;
  • dificuldade para realizar tarefas básicas, como falar e mastigar;
  • dor de cabeça, nos dentes, nos ouvidos, no rosto, no maxilar e no pescoço (não necessariamente ao mesmo tempo em todos esses pontos).

Tais sinais podem aparecer simultaneamente ou não, isso vai depender da gravidade da situação. Essas consequências conseguem acarretar problemas mais sérios, pois interferem em ações indispensáveis, comuns e espontâneas durante a rotina. Assim elas prejudicam o bem-estar da pessoa afetada.

Como a DTM afeta a qualidade de vida?

O distúrbio impacta diretamente atividades cotidianas, o que implica uma frustração no paciente devido à dificuldade que ele encontra ao executá-las. Isso gera mais estresse nele, pois algumas ações, como o bocejo, são espontâneas. Assim sendo, a pessoa as faz sem se lembrar do problema e do desconforto, o que causa mais incômodo. Também há os empecilhos no momento de falar e mastigar, além de a DTM dificultar o sono em decorrência desses desconfortos e/ou dores.

Por isso, ao ter algum dos sintomas ou qualquer sensação desagradável na mandíbula, é importante procurar um dentista. Ele vai verificar a intensidade de cada caso e os cuidados corretos a serem tomados.

Qual o tratamento adequado?

Não há cura para a DTM, mas seus sintomas podem ser aliviados. O tratamento normalmente e paliativo mas com isso o paciente pode ter uma rotina normal ao executar atividades com a boca e os músculos faciais.

Algumas ações visam atacar a origem dos problemas geradores do distúrbio. Por exemplo: no caso de trauma na mandíbula, o dentista analisará a gravidade do impacto e passará os cuidados para tratá-lo. Em patologias como artrite reumatoide ou câncer, os respectivos tratamentos serão apontados.

Complementar a isso, podem ser indicados:

  • alterações no estilo de vida e nos hábitos do paciente;
  • medicamentos;
  • emprego de placas de mordida;
  • métodos para relaxar;
  • em situações extremas, operações mais invasivas.

O tratamento vai variar de paciente para paciente.

Agora que você entende o que é disfunção temporomandibular, se perceber sintomas ou desconfortos nessa articulação, procure um dentista para examinar seu caso.

Aproveite que está aqui e veja como problemas respiratórios podem afetar a saúde dos dentes!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Fale conosco
Enviar